Você é Cristão? Voce tem certeza? Frank Medina

Você é Cristão? Tem Certeza?


“E lembrem-se: esta mensagem é para obedecer, e não apenas para ouvir. Portanto, não se enganem.” (Bíblia Viva – Tiago 1: 22)

 

“Tal como o corpo está morto quando não há espírito nele, assim também a fé está morta se não for do tipo que resulta em boas obras. (Bíblia Viva – Tiago 2: 26)

 

Alguém poderá dizer: ‘Eu sou cristão, ou estou no caminho do céu, eu pertenço a Cristo’. Mas se não fizer o que Cristo lhe manda, é um mentiroso. Mas aqueles que fazem o que Cristo lhes manda, aprenderão a amar a Deus cada vez mais. Esta é a maneira de saber se você é ou não é um cristão. Qualquer um que diga que é cristão deve viver como Cristo viveu.(Bíblia Viva – I João 2: 4 a 6)


 

Queridos, tudo bem?

 

Que o amor de Deus a graça e paz de Jesus Cristo e a comunhão do Espírito Santo esteja contigo e com todos os que você ama no dia de hoje e para todo o sempre.

 

O que é ser cristão? A palavra cristão quer dizer pequeno cristo, ou seja, cópia/discípulo do Verdadeiro. A designação não está relacionada à religião de alguém, mas sim, à identidade que essa pessoa tem com a pessoa de Jesus Cristo. O que vemos nos dias atuais é, dizer que é cristão virou um tipo de “status”, há alguns anos atrás ser cristão era sinônimo de honestidade, hoje já não é mais, e não porque aqueles que não são cristãos acusam os que são de ladrões ou coisas piores, infelizmente vemos pessoas públicas, dentro da igreja, da política, do meio artístico, futebolístico, etc., que se proclamam cristãos, mas, na verdade são um péssimo exemplo para a sociedade. Te pergunto, se as nossas igreja fossem fechadas, hoje, as pessoas que moram perto dela sentiriam falta? Se você fosse arrebatado por Jesus Cristo, hoje, as pessoas que te conhecem sentiriam a sua falta? Ou seja, que testemunho temos dado aos que nos cercam?

 

Então o que é ser cristão? Ser cristão é, primeiramente, seguir os mandamentos que Jesus nos ensinou:  “Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” (Mateus 22: 37-39) Deus, não procura grandes pessoas espirituais, Deus procura aqueles que tem um coração puro, amoroso, voltado para o bem, Jesus ensina: “Depois Ele acrescentou: Vão aprender o significado deste versículo da Escritura: Não são os sacrifícios e as ofertas de vocês que Me interessam – mas que tenham compaixão! Meu trabalho aqui na terra é de insistir com os pecadores, e não com aqueles que se acham bons, que se voltem para Deus.” (Bíblia Viva – Mateus 9: 13)

 

Ser cristão é sentir grande tristeza em ver uma pessoa perdida nas drogas, na bandidagem, na prostituição, na corrupção, no crescimento financeiro a qualquer custo, ver pais matando filhos, filhos matando pais, pessoas dormindo e morando nas ruas, injustiças, etc. Ser cristão é estar pronto para ajudar, independentemente da religião que a pessoa professa. Paulo mostra o que vem a ser um verdadeiro cristão: “Digo a verdade em Cristo, não minto, dando testemunho comigo a minha consciência no Espírito Santo, que tenho grande tristeza e incessante dor no meu coração. Porque eu mesmo desejaria ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne.” (Romanos 9: 1 a 3)

 

Será que temos a coragem de fazer a mesma declaração? E ainda: “… Entretanto, alegre e livremente me tornei servo de todos, a fim de poder ganhá-los para Cristo. Quando estou com os judeus, pareço-me um deles, para que eles escutem o Evangelho e eu possa ganhá-los para Cristo. Quando estou entre os gentios que seguem as cerimônias e costumes judaicos, não discuto com eles, embora não concorde, porque desejo ajudá-los. Quando estou com os pagãos, concordo com eles tanto quanto possível, com a exceção naturalmente de que, como cristão, eu devo fazer sempre o que é correto. E assim, concordando com eles, posso ganhar sua confiança e ajudá-los também. Quando estou com aqueles cuja consciência facilmente os inquieta, não ajo como se eu soubesse tudo e não digo que eles são tolos; o resultado é que assim eles estão dispostos a me deixar ajudá-los. Sim, qualquer que seja o tipo de pessoa, eu procuro achar um terreno comum com ela, para que me permita falar-lhe de Cristo e permita a Cristo salvá-la. Faço isso para levar o Evangelho a eles e também pela bênção que eu próprio recebo, quando os vejo ir a Cristo. (Bíblia Viva – I Coríntios 9: 19 a 23) Será que o nosso amor pelas pessoas consegue quebrar as barreiras das tradições e da religiosidade? Vamos ficar até quando discutindo coisas banais, como, vestimentas, estilos musicais, se a minha versão da Bíblia é a que esta certa, se a ministração do outro não é a mais correta, se devo ou não dançar, etc., dentro das nossas igrejas?

 

Infelizmente, muitos dos que se dizem cristãos e tem influencia sobre um grande número de pessoas procuram cada vez mais apresentar os defeitos dos outros, para encobrir os seus próprios, não temos que ficar apresentando defeitos de ninguém, temos que mostrar como é bom ter uma vida totalmente dependente de Jesus Cristo. Vemos cada vez mais as nossas igrejas cheias, isso é muito bom, mas não é só dentro da igreja que devemos estar, devemos levar a Palavra de Deus a cada canto da sociedade, devemos ter um testemunho exemplar para que através da nossa vida as pessoas possam ver o quanto é bom seguir e servir a Jesus Cristo, na maioria das vezes, os nossos atos falam muito mais do que palavras. 

 

Para ser de verdade um cristão, devemos viver como Jesus Cristo viveu, andar como Jesus Cristo andou e principalmente amar como Jesus Cristo amou, Jesus Cristo esteve aqui e as pessoas o seguiam pelo que Ele era e fazia. Quantas pessoas será que confiariam a sua vida em nossas mãos? Quantas pessoas colocariam a mão no fogo por nós? Pense bem nisso, você é embaixador do Reino de Deus na terra (II Coríntios 5: 20), como embaixador você deve se preocupar em representar, muito bem, esse Reino.

 

A Bíblia ensina que a nossa palavra deve ser: Porém mais do que tudo, queridos irmãos, não jurem nem pelo céu, nem pela terra, nem por qualquer outra coisa; digam apenas um simples “sim” ou “não”, a fim de que vocês não pequem e não recebam a maldição de Deus.” (Bíblia Viva – Tiago 5: 12) Será que a nossa palavra tem sido se sim, sim e se não, não? Lembre-se que o que passar disso vem do maligno.

 

Que sirva essa mensagem para que possamos pensar em como temos agido como cristãos e não para servir de acusação para essa ou aquela pessoa, para essa ou aquela denominação, a Bíblia diz que somos o corpo e Jesus a cabeça desse corpo, então façamos a nossa parte mesmo que outros não façam as suas.

 

Tudo isso aqui escrito é para divulgar a Palavra do nosso Deus e levar a vontade dEle ao maior número de pessoas possível, que Deus através destas palavras possa mostrar a quem lê, a Sua boa, agradável e perfeita vontade, tudo isso em nome do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.


Para Refletir;

 

“Por último, meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente. Ponham em prática o que vocês receberam e aprenderam de mim, tanto com as minhas palavras como com as minhas ações. E o Deus que nos dá a paz estará com vocês. (NTLH – Filipenses 4: 8 e 9)


 

Um carinhoso abraço do seu irmão em Cristo,

 

Facebook Comentarios

Check Also

Aceite ser devolvido a sua verdadeira identidade – Bárbara Rebouças

Aceite ser devolvido a sua verdadeira identidade Do ponto de vista analítico a cultura secular …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *