sexta-feira , 23 junho 2017

Uma estudante se mata por ser proibida de usar Facebook

Este artigo já foi visto822 vezes!

facebook

Uma adolescente indiano se enforcou depois que seus pais lhe proibiram de usar o Facebook e, em vez disto queria que ele se concentrasse em seus estudos.

Uma estudante universitária indiano supostamente enforcou-se quarta-feira depois que seus pais proibi-la de usar o Facebook.

O corpo morto de Aishwarya S. Dahiwal, 17, de Parbhani em West India, foi encontrado em seu quarto na manhã seguinte com uma nota de suicídio, Índia Tempo real relatado.

“Ainda não posso acreditar. Estamos em estado de choque profundo”, seu pai, Sunil Dahiwal, disse ao site. “Nós só queria que ela se concentrar em seus estudos. Nunca pensei que ela jamais iria tomar uma medida tão severa.”

Os pais da menina estavam preocupados que o seu uso do Facebook e conversas de celulares foram distraí-la a partir de seus estudos como um estudante universitário do segundo ano, de modo que restringiu seu acesso a redes sociais após uma acalorada discussão, de acordo com Diretor da escola GH Lemgude.

“O Facebook é tão ruim assim?” é o que se lê em sua nota de suicídio.  “Eu não posso ficar em uma casa com tais restrições, eu não posso viver sem o Facebook.”

O jornal Índia Tempo real apontou que a morte chama a atenção para uma tendência de suicídio entre adolescentes no estado indiano de Maharashtra. No ano passado, 16.112 pessoas se mataram neste estado, de acordo com o National Crime Records Bureau.

“Como todos os pais, as suas intenções eram apenas para garantir que a menina não se desencaminhar. Eles aconselharam-na a concentrar-se em seus estudos, e ficar longe de conversas longas móveis e sites de redes sociais”, disse a Lemgude The Times of India .

Por: mwalsh@nydailynews.com
Fonte:http://www.nydailynews.com

Traduzido por Daniel César

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *