Sucesso é ser conhecido por Cristo – Bárabara Rebouças

0
2

Sucesso é ser conhecido por Cristo

Somos uma geração conectada, não é mesmo? 24 horas por dia, 7 vezes por semana, 365 dias no ano, aspectos diversos da vida pessoal são veiculados nas redes sociais. Mas até que ponto toda essa exposição é benéfica? É sobre assunto que Cristo convida – nos a pensar. Que ele, através do Seu Santo Espírito, o conduza para reflexão da leitura da mensagem nessa noite.

Vivemos numa atmosfera em que as pessoas, de um modo geral, buscam freneticamente serem supridas e saciadas, a fim de conquistar o status feliz a qualquer custo. Com isso, sob os holofotes das redes sociais, outro efeito cascata ocorre, é a exposição excessiva sobre tudo que envolve o eu, onde a vida privada tornou-se completamente pública, onde o absurdo, para a maioria, é sequer cogitar ficar no off-line, como se este fosse o procedimento mais anormal em tempos das elevadas “curtidas” e “seguidores” em massa.

Milhares de pessoas ao redor do mundo assumiram as mudanças dos tempos, ou seja, atualmente para uma alegria ser “legítima” ela precisa ser comprovada, exibida e aprovada no universo virtual, necessita de testemunhas nessa sociedade paralela. Caso contrário, se ninguém for instantaneamente “informado”, não tem ares de alegria consumada.

O viver para ser de “verdade” ganhou conceito “urgente” de publicação, com foco em  ser aceito, aplaudido. Gente preocupada demais em tornar aquele momento único, não retornável, numa atualização imediatista, deixando quase sempre de experimentar a beleza daquele instante intransferível. Eis aqui o prejuízo assombroso, não levado em conta por multidões.

O problema não é divulgar momentos no campo cibernético, o entrave é o exagero, é viver em prol de ser visto e revisto a todo instante. E, caso não aconteça alcance substancial de visualizações, o indicador da auto-estima move-se para baixo, sendo mais um dos inúmeros motivos a produzir insatisfação emocional.

Registrar o esplendor do respirar, seja em fotos e vídeos, nunca será algo ruim. O incrível seria se as pessoas empenhassem o coração em experimentar os detalhes da vida real tanto quanto a vida pública. Buscassem a verdade de Cristo, bem como a motivação certa dEle, obtendo assim, a devida aquietação nas almas diante da explicação do Senhor Jesus quanto ao porquê de todos nós estarmos aqui nesse mundo, encontrando então, o sentido autêntico de viver.

Todos fomos criados com um propósito, de glorificar a Deus com nossas vidas, se não estamos fazendo isso, caminhamos fora dos ideais divinos. Se não estamos honrando a Deus, se não estamos andando com Ele, se não temos comunhão com Cristo, todo o resto perdeu sentido. Cristo é muito além de um bom exemplo de moralidade. Ele é o Filho do Deus vivo e verdadeiro, e sobre ele reina a supremacia eterna, tudo pertence ao Alfa e Ômega. Cristo é o Senhor e Salvador das almas. Ele veio em forma humana, na condição de servo, para cumprir o perfeito ideal do Pai Eterno. Portanto, sucesso não é ser conhecido por todos nessa terra, sucesso é no final o Rei Jesus bradar dos altos ceus: “Eu te conheço, porque você segui – me fielmente, obedeceu os meus mandamentos. Foi liberto e transformado por minha santidade. O teu nome foi escrito no Livro da Vida com meu sangue”.

Buscai o Senhor Jesus e vivei!

“E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. João 17:3

Bárbara Rebouças

Facebook Comentarios

LEAVE A REPLY