Quem envenenou o professor?

Esta é a pergunta que não quer calar.

Quem envenenou e matou o professor Odailton Charles Albuquerque Silva, de 50 anos, morreu na terça (4)?

Um amigo do professor Odailton Charles Albuquerque Silva, que morreu após passar mal em uma escola pública em Brasília, afirmou ao G1 que o educador enviou mensagens de áudio alegando que “uma colega de trabalho não era confiável”. A família suspeita que Odailton, de 50 anos, tenha sido envenenado.

Um sentimento profunda de injustiça, de covardia, de ruindade, o mal existe, e existem pessoas realmente cruéis neste mundo.

Segundo um amigo “Estava em uma alegria total. Era um grande amigo, uma pessoa muito prestativa. Difícil entender como existem pessoas tão maldosas que possam fazer algo assim”

O mundo jaz no maligno. O versículo que diz que “o mundo jaz no Maligno” significa que o mundo todo está, de certa forma, sob o controle de Satanás (1 João 5:19). Isso implica na verdade de que ninguém é capaz de escapar da influência do diabo e da tentação e condenação do pecado sem o socorro de Deus.

Em uma busca na internet até hoje dia 07/02/2020 ainda não se percebe quem foi a pessoa que teria envenenado o seu suco de uva. De acordo com perícias sabe-se que foi envenenado por chumbinho, mas não se tem certeza se pelo suco.

Um amigo comentou o que ele achou que foram os erros do professor:

1) Aceitar um suco de uma pessoa que ele tinha convicção que odiava ele. Ele não devia ter tomado o suco. Como pode acreditar na bondade humana? Ele não devia ter tomado jamais.

2) Não acreditar que foi envenenado, preferir acreditar que era apenas uma brincadeira de mal gosto, talvez dos alunos, dando um purgante para ele. Ele deveria ter procurado um hospital imediatamente.

Tem-se a impressão que a qualquer horas será revelado quem foi que envenenou o suco de uva do professor.

Tomara que seja logo até porque o sofrimento da família é muito grande. O sentimento de impunidade, é terrível.

Uma pessoa que estava trabalhando, lutando para ganhar a vida, vir por alguém que suprimiu qualquer chance de defesa e lhe tolheu a vida.

Que tipo de loucura passa na mente de uma pessoa desta? Será retardada? Louca? O que será?

Vamos pedir a Deus que os policiais em especial o delegado Laércio Rossetto, encontrem e punam os culpados, e façam justiça.

Não temos certeza, mas acreditamos que ele era evangélico ou ao menos seus parentes da Igreja Adventista de Aguas Claras.

 

Facebook Comentarios

Check Also

Nasci para adorar – Bárbara Rebouças

Nasci para o adorar O que modela a minha vida não são as coisas que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *