Porque as Igrejas Crescem? Abílio Chagas

Porque as Igrejas Crescem? Abílio Chagas

janeiro 20, 2014 0 Por Abílio Chagas

PORQUE AS IGREJAS CRESCEM?
Crescer e multiplicar é parte da natureza da igreja, da mesma forma que desde o princípio o plano de Deus tem sido: “Sejam férteis e multipliquem-se” (Génesis
1:28) A este princípio agrega-se a urgência da Grande Comissão “Vão e façam disclpulos de todas as nações” (Mateus 28:19)
A evangelização é uma das tarefas prioritárias do ministério da igreja no mundo, Nao é apenas uma tarefa dos crentes individualmente, senão uma função da igreja como comunidade do povo de Deus.
A igreja cresce trazendo pessoas a Cristo, incorporando novos membros (discípulos) ao Corpo de Cristo. Asslm, a igreja de Cristo é tanto o agente quanto a meta da evangelizagao. Tendo a evangelização o objetivo de fazer discipulos, a igreja preocupa-se em colher e não só em semear.

O crescimento normal da igreja é crescer espiritual, numérica e culturalmente, como Jesus:
“E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens” (Lucas 2252).
Crescer não é uma questão de agregar a igreja o que é necessário para que cresça. Se Cristo esta ali, as sementes do crescimento ja estão presentes. E questão apenas de remover os obstáculos que impedem o crescimento, como:
– falta de unidade espiritual – “Afim de que todos sejam um para que o mundo creia. ..” (João 17:11-21);
– tradições antibíblicas – “E, assim, invalidastes a palavra de Deus, por causa da vossa tradição” (Mateus 15:6);
– estruturas denominacionais rigidas – “Vinho novo deve ser posto em odres novos” (Lucas 5:38);
– pouco empenho da lideranca – ausência de igrejas nas casas – “Saudai a igreja que se reune na casa deles” (Romanos 16:5; Colossenses 4:15 e Filipenses 1);
– falta de contato afetivo com as pessoas – “Contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes, o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos” (Atos 2247). A igreja que dispoe de espiritualidade contagiante, de liderança capaz de ensinar a outros e de evidente Prioridade na evangelização sempre será uma igreja que cresce e se reproduz. O crescimento tem lugar através do estilo de vida da comunidade que testemunha Cristo Jesus e não pelo seu sistema denominacional: “Nisto conhecerão todos os que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” (João 13:35).
Um evangelismo que não chama as pessoas a uma lealdade absoluta a Jesus como Senhor e não só a Jesus como Salvador não é auténtico. Homens e mulheres necessitam que seus pecados sejam perdoados; e que sejam nascidos de novo, como explica Jesus: “Quem não nascer da agua e do Espirito não pode entrar no reino de Deus” (João 3:5).
Há que sinalar que é o Espirito Santo quem produz o crescimento da lgreja; é Ele quem aproxima as pessoas a Cristo Jesus.
E, finalmente, há três fatores principais que constituem o ciclo de vida e crescimento da igreja.
– a proclamação do evangelho do Reino e não a do evangelho de ofertas;
– a multiplicação das congregações locais e a sua edificação, pois a vontade de Deus é que “todos cheguemos a unidade da fe e do pleno conhecimento do Filho de Deus, a perfeita
varonilidade, a medida da estatura de Cristo” (Efésios 4113), e isso sera alcançado com o
discipulado;
– a sujeição da igreja local aos ministérios apostólico e profético, além do exercicios dos demais ministérios, e dos dons carismaticos essencials à evangelização.

Abílio Chagas

Facebook Comentarios