O EVANGELHO DA ILUSÃO E DO PODER

O EVANGELHO DA ILUSÃO E O EVANGELHO DE PODER

 
Autor: http://culturaevangelica.blogspot.com/culturaevangelica@gmail.com

Trava-se no mundo espiritual uma batalha silenciosa entre a igreja da ilusão e a Igreja de Cristo. Cada vez mais a “igreja da ilusão” disputa, seduz e conquista os membros da Igreja de Cristo. Muitos ainda estão vacilantes e são enganados pela falta de entendimento. Veja como…

Qual é o deus do mundo?
O deus deste mundo tenebroso, biblicamente chamado de “deus deste século”, pode ser visto em Matheus 4, 8, tentando seduzir a Cristo: “Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.” Jesus não aceitou a “glória” que lhe foi oferecida. Por quê? Porque estava sendo oferecida pelo “deus deste século”, o diabo.
O que está fazendo o moderno evangelho do século 21? Não está fazendo o mesmo? Prostrando-se diante desse “novo evangelho”, você terá todas as recompensas que desejar.
A pobreza espiritual que contamina o evangelho
A Bíblia nos alerta que se “esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” (I Coríntios 15: 19) Isso equivale a dizer que se alguém espera em Cristo só para essa vida estará em estado de grande pobreza espiritual. Vemos hoje Cristo ser oferecido e buscado por promessas de prosperidade terrenas que ele nunca fez.
Ao contrário, Cristo disse claramente que seu “Reino” não é deste mundo. (João 18,36) Se fosse, respondeu Jesus, “…pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus;” (João 18,36). Quantos evangélicos ainda estão enganados, pelejando dia a dia em suas vidas para estabelecer o “Reino de Deus” na política, para crescimento do poder eclesiástico evangélico, para adquirir para si uma boa posição social, etc. Ai deles, porque perderam o soberano alvo de sua vocação como Balaão, amando o prêmio da injustiça.
A Igreja da Ilusão
Veja a palavra de Deus dirigida à igreja mais rica da Ásia, situada na cidade de Laodicéia:
“Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;” (Apocalipse 3 : 17).
Essa igreja estava iludida pelo seu pensamento de que era “abençoada” por Deus com bens e prosperidade. Esqueceu-se das palavras de Jesus, quando ensinava que o homem não vale diante de Deus pelos bens e riquezas que possui nesta vida (Lucas 12,15). Não é pecado ser rico ou gozar de boa posição financeira, mas é ilusão colocar sua confiança nas riquezas ou pensar que elas simbolizam a aprovação de Deus.
O conselho de Pedro
O melhor a fazer é seguir o conselho do apóstolo Pedro: “Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.” (II Pedro 3: 18). Afinal, Jesus Cristo sim é o ouro de Deus. Se alguém quer ser verdadeiramente “rico” para com Deus, não deve se esquecer disso. Caso contrário será considerado por Deus como mais um membro da “igreja da ilusão”: desgraçado, pobre, cego e nu.
O exemplo que vem do apóstolo Paulo
O Apóstolo Paulo, homem ungido, abençoado e cheio do Espírito Santo, vivia “preso” em cadeias por causa do Evangelho. Ele nos ensina o que aprendeu com Cristo:
“… já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.” (Filipenses 4, 11 a 13)
Todos os que caírem no evangelho da ilusão cedo ou tarde lamentarão, suspirando pelo Evangelho de Poder. Nesse momento, possa ainda ser tempo aceitável para Jesus recebê-lo de braços abertos e perdoar seu engano. Então você entenderá a importância da ordem de Cristo para examinar as Escrituras, “… porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam.” (João 5,39)
O Evangelho de Poder
Não devemos jamais perder o foco da real promessa de Cristo para sua igreja: salvação e vida eterna. Essa é a promessa e esse o poder contido nas Escrituras Sagradas para todo aquele que nEle crê. Quando saímos desse evangelho, saímos também de suas promessas e perdemos todo o seu benefício. Paulo, o apóstolo, seguia o Evangelho de Poder: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê;” (Romanos 1: 16) Portanto, o poder do evangelho está em salvar aquele que o segue. Outro evangelho tem o mesmo poder?
Existe outro evangelho?
A Palavra de Deus nos diz que há um só evangelho, que pode ser transtornado, diminuído, acrescentado, falsificado. Depende de como o ensinamos. Há um só “Evangelho”, porém, muitas formas de ensino. O importante, sempre, é não perder o foco central da promessa de Cristo: salvação e vida eterna. Não siga o evangelho atrás de promessas que Cristo não fez.
O poder que vem de seguirmos o verdadeiro Evangelho
Quando Jesus enviou os apóstolos a pregar Sua Palavra, assegurou também que o Evangelho que eles levariam ao mundo seria acompanhado de poder, sinais e maravilhas.
Poder: Quem crer e for batizado será salvo (Marcos 16,16)
Sinais: E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. (Marcos 116, 17 e 18)
Maravilhas: E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. (Atos 2,43)
Ilusão que vem de objetivos errados
Certa vez Cristo repreendeu um grupo que o seguia por motivos errados. Não buscavam crescimento ou aprendizado espiritual. Tinham a ilusão de fazê-lo rei para não passarem mais fome ou necessidades: “Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes.” E aconselhou Jesus: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou.”. Ou seja: busque a Jesus Cristo para seu crescimento espiritual, alimentando-se dos seus ensinamentos.

Conclusão
O Evangelho colocou à nossa disposição um caminho estreito, mas andando nele temos as garantias de Deus de que nada nos faltará e que o poder e os sinais nos acompanharão continuamente. É como Jesus afirmou aos apóstolos: “estes sinais seguirão aos que crerem”. Portanto, o “poder de Deus” acompanha todo aquele que crê, ensina e vive corretamente a Palavra de Deus.
Leia mais a Bíblia, não perca o foco das suas promessas e não se iluda com falsas doutrinas. Derrube os castelos de areia e construa sua fé sobre a rocha.
Viva o “Evangelho de Poder” que Cristo prometeu e que Paulo pregava.
FIM.

NOTA DO EDITOR: O Arrebatamento está às portas! Você está preparado? Sua lâmpada está acesa? Você está enxergando o cumprimento das profecias bíblicas em meio à escuridão em que a humanidade se encontra? Não fique para trás!
Nosso propósito é informar, educar, advertir e alertar as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia a dia e se prepare para o Arrebatamento. “Aconselho-te que unjas os olhos com colírio, para que vejas”.
Que Jesus Cristo o abençoe.

(a.) Wagner Cipriano
http://culturaevangelica.blogspot.com/
culturaevangelica@gmail.com

Facebook Comentarios

Deixe uma Resposta

Seu endereo de email no vai ser publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*