Deus tem sempre o melhor – Bárbara Rebouças

Bárbara Rebouças

Deus tem sempre o melhor

Quando alguém não se dá o devido valor fica mendigando pela atenção dissimulada dos outros. A necessidade de afirmação tem induzido milhares a cair em convívios e relacionamentos nocivos, desde a amizades a envolvimentos sentimentais errados. Em proporções ascendentes, homens e mulheres têm permitido deliberadamente usar e serem usados feito migalhas, como se assumissem a condição de mercadorias baratas, prontas para a comercialização descartável.

O mais chocante neste contexto é a forma passiva, lamentavelmente tão comum na sociedade atual, em dizer sim ao que tanto faz mal. O prejuízo está ali, bem diante dos olhos naturais, sobrecarregado pelo desperdício de entregar o que há de mais precioso, o coração, a quem de fato não merece ter espaço algum para entrar. Como incorrer num labirinto, que possui emaranhados obscuros, compostos por sucessivos pontos mentirosos? Caracterizado também por estruturas desordenadas, esse estilo de vida tende a produzir amargas decepções, cujo efeito maior é a defraudação emocional.

Ao usar, tirar proveito do outro, sem a a existência de um genuíno compromisso com a verdade, a corrupção leviana exibe a real face. Em linhas gerais, tudo que inicia de modo hipócrita avança neste sentido. Se a essência não for pautada na retidão, em princípios legítimos de confiabilidade, todo o resto será fadado pelo insucesso e, com ele, o abuso da manipulação diária. Há quem diga sentir-se inapto para desvencilhar-se desse círculo vicioso.

A justificativa costumaz dos protagonistas desse enredo tóxico está associada, na maioria das vezes, a crença de que na vida “tudo é válido”, mesmo quando as emoções e sentimentos do outro não são levados em conta, ou tão somente experimentáveis apenas por um momento e nada mais. Definitivamente, pessoas não são coisas. Não foram criadas por Deus para serem marionetes, fantoches que acatam, sem questionar, palavras e condutas permissivas baseadas no engano.

Portanto, valorize-se. Fuja da aparência do mal. Afaste-se de enredos corrosivos, não percorra caminhos tortuosos. Não se detenha na companhia de gente que vive nas sombras, tendo a infidelidade o elemento primaz. Não permita desenvolver vínculos com aquele que, dia após dia, maquina argumentos lisonjeiros a fim de ludibriar e te ter preso nas mãos. Essa não é a vida reservada por Cristo ao seu respeito. Foste chamado a liberdade, para escolher a boa, agradável e perfeita vontade do Altíssimo.

O Rei Jesus te chama de joia amada. Obra prima dEle do mais alto valor. Sua vida vale o preço do sangue do Senhor Jesus derramado na cruz. Acredite! Há uma grande obra a ser feita em teu coração à medida que dispor todo teu ser a assumir a convocação de Deus. Foi para a plenitude, nos braços do Pai Celestial, que você nasceu. Não troque sua primogenitura por um prato de lentilhas, à margem do Reino, quando o céu inteiro está preparado a oferecer o melhor de Cristo em todas as áreas da sua vida hoje e na eternidade.

“Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” 1 Coríntios 2: 9

Bárbara Rebouças

Facebook Comentarios

Deixe uma Resposta

Seu endereo de email no vai ser publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*