Conversa entre o Crente Pentecostal e o Crente Bíblico

0
6
Alguns sites (inclusive o de Sérgio Pavarini) têm declarado que falo mal até da minha igreja batista; outros afirmam que sou inimiga dos pentecostais. .. Talvez porque apelidei esses crentes de “pentecas”, para economizar meus dedos octogenários, pois costumo escrever um artigo por dia, quando não estou – como hoje – traduzindo ou adaptando algum texto importante, em geral lido na véspera.

Respondo – Não sou inimiga dos pentecostais. Critico, sim, os sinais e maravilhas e o seu falar em línguas, assim como comento os pequenos deslizes da igreja que frequento, quando esta começa a ser influenciada pelas novidades pentecostais, como, por exemplo, bater palmas, rebolar (por enquanto) suavemente, substituir os maravilhosos hinos sacros por alguns corinhos repletos de heresias e erros gramaticais. O que a maioria dos crentes ignora (porque nunca se dá ao trabalho de pesquisar, por preguiça ou falta de escolaridade) é que muitos desses corinhos são compostos por pessoas que tocam na igreja e nas boates americanas, ao mesmo tempo.

Penteca – Você acha que nenhum crente pentecostal é salvo?

Respondo – Creio que em qualquer denominação iremos encontrar gente salva e perdida. Dizer que nenhum crente pentecostal é salvo, porque ele não aceita a minha teologia tipicamente paulina de expor os falsos mestres, seria querer bancar o Espírito Santo e a tanto não chega a minha ousadia. Gosto de ler e seguir a 1 Tessalonicenses 5:21. Examino tudo e retenho o que é bom. Todo escritor, pastor ou professor da EBD é humano e pode errar tremendamente, quando se afasta um milímetro da Palavra de Deus. E ainda pode condenar milhares de inocentes (e também os preguiçosos) ao erro. Nossa responsabilidade é enorme, segundo Tiago 3:1, que nos adverte: “Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo”

Penteca – Você é ou não é contra o falar em línguas?

Respondo – O que significa “falar em línguas?” Os pentecas dizem que se alguém não consegue falar em línguas é porque não foi batizado no Espírito Santo. A Bíblia ensina isto?

O que significa exatamente a palavra “língua” no Hebraico e no Grego? Num bom dicionário ela pode significar TUDO, menos uma língua desconhecida pelos homens (conforme os pentecas afirmam). Ela significa uma língua conhecida por um povo e desconhecida por outro. No Pentecoste, os apóstolos começaram a falar muitas línguas que eles não conheciam, mas que eram línguas faladas pelos judeus de outras nações, ali presentes; não as línguas “angelicais”. Para nós, brasileiros, o Inglês, o Alemão, o Espanhol, o Árabe, o Grego e o Hebraico são línguas faladas nos seus respectivos países. Elas podem ser desconhecidas, se não as estudamos particularmente. Contudo, não se pode dizer que sejam línguas estranhas no sentido espiritual.

Penteca – Você quer negar que Paulo falava línguas estranhas?

Respondo – Paulo era um poliglota e, tão culto que, em Atos 26:24, Festo lhe disse: “Paulo as muitas letras te fazem delirar!”. Quando ele declarou: “Dou graças a Deus porque falo mais línguas do que vós todos” (1 Coríntios 14:18), estava se referindo aos idiomas que ele falava, repudiando os blablablás dos coríntios. Corinto era uma igreja mista de judeus e gentios. As línguas são sinais e os judeus é que pediam sinais. Observe que Jonas pregou aos ninivitas (gentios) e eles se converteram. Por acaso Jonas falou com eles em língua estranha ou então fez algum milagre?

Penteca – Será que a confusão que Deus fez na Torre de Babel, pode estar sendo desfeita agora, com os crentes falando em outras línguas?

Respondo – Até poderia… Se os pentecas estivessem falando as línguas dos vários países. Contudo, eles só ficam engolindo vento, enrolando a língua e revirando os olhos, enquanto falam coisas sem nexo! Isso ajuda em alguma coisa? Os feiticeiros indígenas, os xamãs africanos e também os macumbeiros ocidentais (inclusive os católicos carismáticos. ..) são os que costumam falar coisas ininteligíveis; não os crentes bíblicos. Foi deles que os pentecas copiaram suas esquisitices. ..

Deus recebe nossas petições feitas com a ajuda do Espírito Santo (Romanos 8:26). Ora, os pentecas acham lindo atribuir suas esquisitices ao Espírito. Para mim, esta é a moderna blasfêmia contra o Espírito Santo.

Penteca – Mas, em Corinto, os crentes falavam em línguas. Vai negar?

Respondo – Claro que não. Você é que vai gastar o seu disco de vinil, arranhando-o desse modo. Falavam, sim. A Igreja de Corinto fora contaminada por mulheres duvidosas, que praticavam os oráculos de Delfos. Em vez de orar o “Pai Nosso”, conforme o Senhor Jesus havia ensinado aos Seus discípulos, os coríntios se achavam tão especiais que começaram a usar os blablablás dos pagãos e o engodo gnóstico; por isso, a imoralidade entrou na igreja. Infelizmente, a história hoje se repete. Os atuais escândalos entre os líderes eclesiásticos têm acontecido nos meios pentecostais ou em meio aos ditos “avivados”.

Penteca – Em Apocalipse 7:9-10, quando o Senhor Jesus será exaltado, lemos que “todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; e clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro”. Que línguas são essas?

Respondo: Está meridianamente claro que serão as línguas faladas por todas as pessoas do mundo, que creram no Senhor Jesus e, consequentemente, foram salvas e ali estarão diante dEle. Quando vemos, hoje em dia, um penteca falando o que ele chama “língua estranha”, temos certeza de que se trata de um engodo espiritual, de um caso de Parapsicologia ou de fingimento.

Há anos, em Copacabana, uma senhora assembleiana quis me ensinar a falar em línguas. Quando recusei, delicadamente, dizendo que era “pecadora demais para falar as línguas dos anjos”, ela contestou: “Que nada, irmã. Eu falo palavrão, brigo com meu marido (o qual era um Almirante), faço coisas de arrepiar e, mesmo assim, falo em línguas. Tudo é questão de prática”. Viu isto?

Penteca – Afirmar que uma denominação é falsa, como você costuma afirmar, é uma acusação grave. Você está dividindo o corpo de Cristo.

Respondo – A denominação pentecostal (mesmo dividida e tão subdividida) é hoje a maior do mundo, só perdendo para a Igreja do Papa. Esta é a primeira, porque tem mais de 16 séculos de existência e ficou arquimilionária em todas as moedas do planeta, apropriando- se indebitamente e recebendo donativos dos iludidos, que desejam comprar uma entrada no céu, através de indulgências e doações de caridade. Já a denominação pentecostal seguiu uma trilha parecida, pregando um falso evangelho e prometendo curas milagrosas e bens materiais.

Os cristãos modernos perderam a noção da verdadeira fé, a qual, conforme Hebreus 11.1 é “o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem”. Eles querem – como os judeus – ver sinais e maravilhas e querem ficar ricos, o que Paulo condena na 1 Timóteo 6:9-11: “Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão”. Por isso, acabam caindo no grave pecado da ambição. Tudo isso porque fogem da verdade bíblica e “um abismo chama outro abismo”, conforme o Salmo 42:7.

A melhor maneira de defender a Escritura é tentar explicá-la aos indoutos. Se a parte contrária se ofende, isso demonstra que ela não tem certeza daquilo em que crê; está apenas acomodada, ou então é orgulhosa, a ponto de se melindrar com as críticas.

Não ligo para as muitas pessoas que me criticam no Google, algumas usando até mesmo o humilde título de “servo”. Suas críticas não me atingem. Sou uma cearense teimosa. Já tenho a cabeça chata e mais uma ou cem pauladas sobre a mesma não farão diferença alguma. Costumo dizer: “Falem mal de mim, mas falem”, pois muita gente fica tão curiosa para ler minhas “heresias”, que depois me escreve, dizendo que antes me odiava, mas, depois que leu tantas dessas “heresias”, abandonou sua igreja penteca, foi para uma Igreja Batista Bíblica ou Casa de Oração e agora está feliz e realizada. Romanos oito, vinte e oito… Ó Glória!

Penteca – Já estamos quase no final de nossa conversa, mas você ainda não explicou o que significam as palavras “discernimento” e “seita”.

Respondo – Deus me deu o dom do discernimento. Quando eu era criança (criada num lar católico), costumava folhear o catecismo e, quando me deparava com as gravuras da chamada “Via Sacra”, caía em prantos, porque via os “homens maus batendo em Jesus e pregando-O na cruz”. Eu não sabia que Cristo ali estava sofrendo tanto por causa dos meus pecados, mas sentia uma aflição enorme. Isto já era um tênue sinal de discernimento, o qual Ele, no futuro, iria me conceder, pela leitura da Sua Palavra Santa.

Cresci, estudei, casei, envelheci e continuei amando o Senhor Jesus Cristo. Até que um dia (aos meus 48 anos), Ele “[me] tirou da potestade das trevas, e [me] transportou para o reino do Filho do seu amor; em quem [tenho] a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados” (Colossenses 1:13-14). Não foi através da pregação de pastor algum, mas da pregação “ao vivo” do Espírito Santo, em Sua Palavra Viva.

Paulo me ensinou que “um pouco de fermento leveda toda a massa”. Pois, o fermento das línguas, revelações e curas milagrosas já está transbordando nas igrejas. Talvez apenas uma em mil igrejas no Ocidente ainda não tenha sido contaminada por esse levedo, mas a tendência é que isso aconteça. A Bíblia prega apostasia e não reconstrução da fé cristã dos reformadores, nos tempos atuais. Se Cristo não Se apressar, de fato Ele não encontrará fé na Terra, mas apenas barulho, rebolado e gritaria nas igrejas que usam o Seu nome. Igreja que não prega a sã doutrina é seita.

Penteca – Acho que você gosta de impor suas ideias e discorda da maioria. Para mim, isto é orgulho espiritual.

Respondo – Pode até ser. Mas costumo imaginar minha posição diante do Tribunal de Cristo. (2 Coríntios 5:10). Ali, sem dúvida, vou receber muitos puxões de orelha, mas serei salva, mesmo que minha obra seja descoberta e provada pelo fogo (1 Coríntios 3:13), e talvez eu até receba um lindo sorriso de aprovação do Grande Juiz, por ter defendido o Seu Nome Santo, quando Ele estava “encadernado”. ..

Penteca – Não entendi…

Respondo – Jesus é a VERDADE e também o VERBO ENCARNADO. A Bíblia também é A VERDADE (João 17:17) e também, o VERBO (PALAVRA) ENCADERNADO. Ler e amar a PALAVRA (VERBO) pela qual seremos todos julgados (João 12:48), é amar JESUS CRISTO. Entendeu, ou preciso explicar em Português, Inglês, Alemão, Grego, Hebraico, etc.? Só mesmo nestas línguas (mesmo assim, usando um dicionário poliglota), porque nas “línguas estranhas” dos pentecas não terei como praticar esse feito hercúleo…

Penteca – Você ainda não me explicou claramente o que é discernimento e seita …

Respondo – Discernimento é: a) – a capacidade de entender corretamente a Escritura Sagrada. b) – Ter discernimento é aceitar as críticas da maioria, pois a maioria não entende a Escritura, exatamente por falta de discernimento. E por causa dessa obtusidade fica nos criticando. Se a voz do povo fosse realmente a voz de Deus, tudo bem, mas esta premissa é falsa.

Seita é todo ramo da religião que tem um líder castrador em matéria de doutrina, o qual subtrai ou acrescenta algo à Palavra de Deus, a fim de respaldar suas exigências. Quem ensina falsa doutrina é membro de uma seita. Portanto, os líderes pentecas são membros de uma seita. Todo cristão que acata suas falsas doutrinas é membro de uma seita. Tudo que está escrito na Palavra, segundo Paulo, “para o nosso ensino foi escrito” (Romanos 15:4).

Penteca – O que significa desobedecer aos ensinos da Bíblia?

Vamos dar alguns exemplos de desobediência à Palavra de Deus e da consequente punição:

a) Adão desobedeceu à proibição divina de comer do fruto da árvore do bem e do mal; por isso ele foi punido e ainda desgraçou toda a humanidade;
b) Abraão se relacionou sexualmente com Agar, o que resultou em Ismael e na raça árabe. Veja o que o povo judeu (e muitos cristãos) tem sofrido nas mãos desses inimigos da paz, com os árabes querendo incendiar o mundo;
c) Moisésferiu a rocha e por isso perdeu o direito de entrar na Terra da Promessa.
d) Saul quis bancar o sacerdote e ofereceu sacrifício, em vez de esperar por Samuel. Também consultou uma cartomante, o que era proibido pela Lei. Por isso, ele foi duramente castigado;
e) Davi contrariou a ordem divina, mandando fazer um recenseamento do seu povo (2 Samuel 24). O resultado foi a morte de 70 mil homens em Israel;
f) Ananias e Safira mentiram a Pedro, sobre o valor exato da venda de sua propriedade, e caíram mortos aos seus pés (Atos 5:1-10). Nesse tempo, ainda vigorava a Lei da fé mais obras, que Pedro continuava a pregar. Depois, veio Paulo com a dispensação exclusiva da graça, pelo que devemos dar graças, pois, se a lei judaica ainda estivesse vigorando, já teríamos visto centenas de pregadores pentecas caindo mortos nos púlpitos, onde pregam tantas doutrinas mentirosas, destruindo a simplicidade do evangelho de Cristo.

Penteca – Você está querendo dizer que somente os crentes tradicionais agradam a Deus em seu método obsoleto de crer e adorar?

Respondo – Não existe meio obsoleto, nem correto ou incorreto de adoração. Deus vê o nosso coração. Prefiro adorá-Lo ajoelhada no silêncio do meu quarto. Mas, se você prefere adorá-Lo numa sinagoga penteca, sob um barulho ensurdecedor de centenas de decibéis, achando que Ele é surdo, tudo bem. Cheguei aos 80 anos com boa audição. Será que você e seus filhos (se Jesus não voltar logo) vão conseguir escutar direito, dentro de alguns anos, após terem frequentado uma sinagoga penteca, durante esse tempo? Tenho sérias dúvidas… Lembre-se que você é responsável pela saúde do seu corpo e dos seus filhos menores, pois esses corpos são “templos do Espírito Santo”! E perca mania de consultar psicanalistas para os seus filhos, quando tiver problemas com eles, em vez de criá-los na sã doutrina, pois, se o fizer, estará criando uma geração de incrédulos, dentro do seu lar.

Extraido e adaptado do texto “Are Pentecostal Churches Cults”? – do Pr. Philip LaSpino

Mary Schultze, 27/01/2010 – www.maryschultze. com

Facebook Comentarios

LEAVE A REPLY