quarta-feira , 23 agosto 2017

Contra a liberação da Maconha

Este artigo já foi visto330 vezes!

Entrei em debate sobre esta matéria com uma advogado que disse que era pós-graduada no O psiquiatra Valentim Gentil Filho foi o entrevistado do Roda Viva desta segunda-feira (4)assunto, a liberação da Maconha, a liberação das drogas. Na vida existem muitas ciências, mas as vezes, a ciência da vida supera a ciência escrita, a ciência aprendida no dia-a-dia, por vezes é mais forte do que aprendida nos livros. Porque vida é vida e livro é história.

Veja matéria: “Se o Brasil seguir a tendência de outros países e oficializar a indústria da maconha, nós teremos “uma fábrica de esquizofrênicos”. A opinião é do psiquiatra Valentim Gentil Filho, professor titular da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), convidado desta segunda-feira (4) do programa Roda Viva, apresentado ao vivo na TV Cultura e reproduzida pelo UOL.

Para o psiquiatra, considerado um dos mais influentes do país, a sociedade tem sido conivente e omissa em relação à droga, e os riscos provocados por ela não têm sido bem divulgados. Gentil Filho contou no programa que, segundo estudos bem fundamentados, a maconha aumenta em 310% o risco de esquizofrenia quando consumida uma vez por semana na adolescência. E trata-se de uma doença incurável: “O esquizofrênico pode ter uma vida praticamente normal, mas semas sempre há uma sequela”…. – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/11/05/legalizar-maconha-e-abrir-fabrica-de-esquizofrenicos-diz-psiquiatra.htm

Vamos ao que interessa: É terrível a iniciativa de liberar a maconha, não deveriam fazer isto nunca. Do ponto de vista prático considero que sim, a maconha é pontapé inicial para todos usuários de drogas, Conheço vários donos de Centros de Recuperação de Drogados e a maioria deles tem a mesma opinião. A maconha é o começo de tudo, a grande maioria dos drogados iniciou sua via dolorosa na maconha. Da maconha migrou para cocaína, êxtase, outras drogas.

Quando o usuário é de família que tem algum dinheiro, para ele é mais. Quando vem de família humilde, muitas vezes é obrigado pelos fornecedores a vender drogas ou praticar crimes para pagar as drogas. As mulheres são levadas a prostituição. E esta história toda não cai na mídia. Os que muitas vezes vão as ruas, as televisões, defender as drogas, ainda não tiveram um usuário em casa, trazendo aborrecimento e dissabor para toda uma família.

Conheço algumas pessoas esquizofrênicas. Vou elencar aqui as semelhanças entre as estas pessoas:

  1. Não tomam banho –  Alguns mentem que tomam banho, outros entram debaixo do chuveiro e não se molham, o óbvio é que não tem nenhuma noção de higiene pessoal, já perderam este valor.
  2. Não trancam portas – Além de não se arrumar, estas pessoas não podem ser deixadas sozinhas em casa, porque não trancam as portas, saem deixam tudo aberto, deixam a casa a merce dos bandidos, não importa a hora, as vezes o cidadão sai de casa 2 horas da manhã e larga tudo aberto.
  3. Trocam o dia pela noite – A pessoa passa o dia todo dormindo, e de noite fica perambulando, derrubando coisa, fazendo barulho, falando sozinho, é muito triste.
  4. Perdem o interesse por sexo – O homem, a mulher, não tem mais vontade de ter um companheiro, de ter uma vida, de ter um sonho, de realizar alguma coisa, de fazer sexo, de namorar… ele só quer se drogar e beber, é terrível.
  5. Perdem o interesse pela família – Muitas vezes vê uma pessoa internada numa casa de recuperação ou centro de tratamento psiquiátrico, a pessoa fica 1 ano sem ver o filho, e não pergunta: Como vai meu filho? ou Como vai minha filha!!! É terrível.
  6. Vão perdendo os valores honra, respeito, propriedade, educação – É terrível

 

Não deveriam liberar as drogas nunca. Estão criando no Brasil pessoas doentes. Pessoas que não podem mais trabalhar. Problemas que nunca mais voltarão a ter sanidade mental. Pessoas que vão precisar de cuidadores para o resto da vida, e se não forem internadas em sanatórios psiquiátricos, podem se considerar felizes. É terrível. A mídia não mostra a quantidade de doentes mentais oriundos das drogas. Pessoas que além de não conseguir.

 

Autor: Daniel César

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *